Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O melhor Pai do Mundo

Ser Pai é uma experiência que merece ser partilhada. Este espaço é dedicado a todos os Pais que receberam dos seus filhos o título de "O melhor Pai do Mundo".

26.Set.15

Pai, como correu o teu dia na Escola?

pai-como-correu-o-teu-dia-na-escola.png

O mês de setembro marca, para muitos pais, o momento do regresso à escola dos seus filhos, mas pode ser que este regresso seja dos próprios pais. Investir na formação pessoal e profissional é das melhores decisões que podemos tomar. A máxima de “o saber não ocupa lugar” aplica-se na perfeição, mas é mais do que o saber, é não parar, é ser pró-ativo e não ficar à espera que algo aconteça.


Há dias enviei uma mensagem a um colega que iniciou uma nova etapa na sua vida, inscreveu-se num curso muito exigente, a tempo inteiro, com o objetivo de dar um novo rumo à sua vida profissional. A minha mensagem foi de coragem e de incentivo porque, de facto, é um grande desafio mas não é só dele.

Investir em nós próprios pode trazer desde logo algumas privações. A principal é a divisão do nosso tempo entre escola e família e se nesta família estão filhos, mais difícil se torna esta gestão.

Com o seu sentido verdadeiro e às vezes demasiado sincero, as crianças podem não entender muito bem estas opções e “cobrarem” mais atenção. É normal e provavelmente durante todo o tempo não presente, as crianças não entenderão porque ficam privadas do pai ou da mãe.

No último ano também vivi na primeira pessoa esta experiência. Fiz um curso em horário pós-laboral. Não foi tão exigente e absorvente como o do colega que referi, mas não foi por isso que deixaram de existir perguntas difíceis de responder: “Pai, hoje vais outra vez para a Escola?”, “Pai, a tua Escola acaba muito tarde”, entre outras. Mas há sempre as que custam mais digerir: “Pai, não me contaste a história antes de dormir. Estiveste na Escola?”.

Acredito que mais cedo ou mais tarde, os filhos entenderão as opções dos pais, entenderão que batalhamos todos os dias para lhes proporcionar uma vida melhor, um crescimento saudável e, acima de tudo, entenderão que queremos dar-lhes bons exemplos, que somos lutadores e que para colher frutos é preciso semear porque nada se conquista sem sacrifícios.

Claro que há o lado bom, quando se sente que há orgulho e ate alguma curiosidade: “Pai, a tua sala tem brinquedos?”...

O Pai