Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O melhor Pai do Mundo

Ser Pai é uma experiência que merece ser partilhada. Este espaço é dedicado a todos os Pais que receberam dos seus filhos o título de "O melhor Pai do Mundo".

05.Nov.15

Pai, o que vais perguntar ao meu Sr. Dr.? - Perguntas que um pediatra quer ouvir de um Pai

pai-o-que-vais-perguntar-ao-meu-sr-dr.png

Logo no primeiro dia de vida de um bebé os pais ligam-se (literalmente) a um pediatra. Passa a ser um companheiro nesta jornada e um contacto que convém ter sempre à mão. Existem inclusivamente pais que mesmo antes do nascimento do seu filho consultam o pediatra para obterem orientações para o parto e para os primeiros dias.

Como Pai, olho para o pediatra como um orientador, alguém que me pode dar uma opinião imparcial sobre a evolução do meu filho. Para mim é fundamental sentir confiança e ter empatia.

A relação até pode parecer fria, tendo em conta que colocamos nas suas mãos o nosso bem mais precioso, mas temos que nos lembrar que está ali um profissional a fazer o seu trabalho com a preocupação de resolver problemas (quando existem), mas sobretudo a passar uma mensagem importante para os pais, esses sim os principais responsáveis pela vida daquele ser humano.

Li um artigo muito interessante que foi escrito por um pediatra onde ele relata as perguntas mais frequentes feitas pelos pais e aquelas que ele gostaria que os pais fizessem:

As perguntas que os pais normalmente fazem:

Pais: O cocó do meu filho é ...?
Pediatra: Tudo bem desde que não seja vermelho, preto ou branco que poderia indiciar sangramento ou um problema no fígado.

Pais: Quando é que o meu filho vai dormir a noite toda?
Pediatra: Não sei quando mais vai acontecer. Para acontecer é preciso persistência, paciência e os Pais capacitarem-se que dormirão sempre menos do que faziam antes da criança nascer.

Pais: O meu filho come o suficiente?
Pediatra: Quase sempre sim, mas nem sempre bem.

Pais: O que é esta borbulha?
Pediatra: Normalmente nada que se devam preocupar.


Estas questões surgem sobretudo nos primeiros anos de vida, onde existem muitas dúvidas e os Pais procuram fazer tudo por tudo para não falhar. Quando as crianças crescem os problemas viram-se para os comportamentos e aí o pediatra fica um pouco à margem das questões dos Pais.

Mas que perguntas um pediatra gostaria que lhe fizessem?

Como posso garantir que o meu filho tem uma alimentação equilibrada e faz exercício físico apropriado?
Como posso educar o meu filho e garantir que ele se sente amado?
Qual o tempo ideal para o meu filho brincar e descansar?
Como posso ensinar o meu filho a ser educado, respeitador e amável?
Como posso ajudar o meu filho a ter interesse em aprender e ser curioso sobre tudo o que o rodeia?
Qual a melhor maneira de apoiar e ajudar o meu filho?

Por se tratar de um tema tão abrangente que depende de situação para situação, não consigo chegar a uma conclusão. Será que o pediatra é mais do que um médico? Na verdade, acaba por ser e nas várias etapas do crescimento de uma criança. A amplitude da relação depende das duas partes: do pediatra e da sua forma de se relacionar com os Pais podendo ir para além da sua deontologia; dos Pais que veem no pediatra um conselheiro, alguém que conhece o nosso filho, mas que também conhece os Pais.

O Pai

Fonte: Huffington Post - 6 questions parents should really be asking pediatricians