Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O melhor Pai do Mundo

Ser Pai é uma experiência que merece ser partilhada. Este espaço é dedicado a todos os Pais que receberam dos seus filhos o título de "O melhor Pai do Mundo".

30.Mai.19

Pai, até que idade podemos ser crianças?

pai-ate-que-idade-podemos-ser-criancas.png

O meu filho mais velho sente-se cada vez mais crescido e um dia destes perguntou-me se no próximo sábado ainda poderia festejar o Dia da Criança. Nem hesitei na resposta, disse-lhe imediatamente que sim. É um facto curioso da nossa vida, enquanto as nossas crianças querem rapidamente deixar de o ser, nós adultos suspiramos por voltar a ser… pelo menos eu suspiro por isso.
 

Quando deixamos de ser crianças perdemos a inocência com que vemos o mundo que nos rodeia. Ficamos mais à defesa, com uma espécie de pele mais grossa que não deixa passar quase nada.

 
Voltar a sentir-nos crianças, enquanto adultos, é uma forma de rejuvenescer. Quando estou com os meus filhos tenho uma vontade enorme de me transportar para o mundo deles, entrar nas brincadeiras, nas conversas com o mais velho, ser criança por uns momentos. Tanta vontade temos em crescer e sermos adultos, que quando lá chegamos e constatamos o que perdemos, queremos voltar.
 
Vivemos demasiado sérios. Queremos viver depressa. Às vezes pensamos mais no amanhã e menos no hoje, muito menos no momento. Com filhos o tempo passa ainda mais depressa, eles crescem mesmo ali à nossa frente com uma velocidade que só conseguimos ver o rasto de luz. De repente, quando olhamos para as fotografias guardadas no computador, pensamos “Este momento parece que foi ontem”.
 
O Dia da Criança é um pretexto para refletirmos sobre a velocidade que queremos para a nossa vida, como a queremos efetivamente viver, se vamos ficar agarrados aos planos para o futuro ou às frustrações do passado, se queremos viver mais o momento que temos à frente e se nesse momento estão os nossos filhos presentes. O pior que nos pode acontecer é olhar para trás com nostalgia do que perdemos.
 
Voltar a ser criança não é um ato de imaturidade ou irresponsabilidade, é um estado de espírito que diz respeito a cada um, sem nos importarmos o que os outros vão pensar. “Olha aquele Pai! Parece uma criança” é talvez o melhor elogio que me podem fazer!
 
“Pai, até que idade podemos ser crianças?”
“Não tem idade, filho. É para sempre."
 
O Pai