Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O melhor Pai do Mundo

Ser Pai é uma experiência que merece ser partilhada. Este espaço é dedicado a todos os Pais que receberam dos seus filhos o título de "O melhor Pai do Mundo".

27.Ago.18

Pai, vai chegar uma princesa!

pai-vai-chegar-uma-princesa.png

Curioso que nunca tivemos um desejo muito concreto quanto a ter menino ou menina. O mesmo se passou quando estivemos grávidos do primeiro filho. Tudo o que queremos é que nasça com saúde.

 
As diferenças entre meninos e meninas são bem conhecidas. Vem logo à cabeça o futebol para os rapazes e os totós e as bonecas para as meninas. Contudo a maior expectativa dos Pais é mesmo saber como será a personalidade do bebé e como nos vamos reorganizar como família. Tudo o resto é resolvido com 10% de teoria e 90% de instinto.
 
Quando o médico, na primeira ecografia, nos disse que existia uma maior probabilidade de ser menina, ficamos radiantes. Acho que ficaríamos de qualquer maneira, mas de facto juntar a experiência de ter uma menina depois de termos um menino, completa a nossa vivência como Pais.
 
Não era ainda certo. Uma probabilidade alta não é uma certeza e o médico alertou-nos para isso. Acho que o resto da família estava mais expectante do que nós próprios. Ao contrário do nosso filho que recebeu a probabilidade de forma menos efusiva já que a sua preferência era ter um irmão e não uma irmã.
 
Aguardamos pacientemente pela segunda ecografia para tentar perceber se a tal probabilidade subia a sua percentagem.
 

“Vocês vão ser Pais de uma menina!” disse o médico com muito mais certeza. O mais pequeno, que nos acompanhou nesta consulta, ficou a processar a ideia de ter uma irmã e vai continuar a processar até ela nascer.

 
Ora bem, com este nível de certeza já estamos mais convencidos de que vamos mesmo experimentar os totós e as bonecas e tudo aquilo que as meninas têm de diferente dos meninos. Contamos com o nosso instinto, com a nossa experiência da primeira “viagem” e acima de qualquer dúvida, contamos com o amor que nos une como família, esse sim, será o nosso grande alicerce.
 
E venham de lá as coisinhas cor de rosa, os lacinhos e roupas de princesa. Por acaso, tentamos sempre fugir destes estereótipos, principalmente da cor. Este facto é muito útil porque a bebé vai herdar muita roupa do irmão e de certeza que não se vai queixar por isso.
 
A partir de agora a minha vida é dividida entre a secção júnior das lojas de desporto e passar a conhecer bem os corredores da secção feminina de bebés.
 

20180826_174819_0001.png

 

20180826_174649_0001.png

 
Uma diferença tenho já a apontar, as meninas têm sempre muito mais oferta que os rapazes, numa proporção completamente desigual. Nem vou discutir este facto para já, porque como escrevi na história “Pai, não entendo bem as meninas” não vou ser o primeiro homem a explicar as diferenças entre géneros.
 
O Pai

2 comentários

Comentar post